Arco de Almedina, Coimbra photo gallery

O Arco de Almedina, Coimbra,  é o único portão de entrada antiga e original Moura na cidade de Coimbra, e um dos poucos vestígios e exemplos da arquitectura Moura em Coimbra. Os Mouros invadiram a Península Ibérica por volta de 711 tendo conquistado a Península Ibérica e partes de França incluindo a parte ocidental da Península Ibérica que mais tarde, em 1148 quando o primeiro Rei de Portugal, Afonso Henriques havia reconquistado aos Mouros, aquele que viria a ser o seu Pais. Durante a ocupação Moura, varias culturas e credos coexistiam uns com os outros pacificamente, e ainda hoje  se podem identificar em edifícios, ordenamento do território (planos urbanos), e na língua portuguesa, vestígios de cultura Moura. Os Arcos de Almedina consistem de duas entradas arqueadas que dão acesso a antiga Coimbra, dois arcos arqueados no portão de entrada do lado de fora, e outro arco mais pequeno do lado de dentro de nome Arco de Almedina pequeno. Os arcos de Almedina são ambos impressionantes e um bom exemplo da arquitectura Mourisca, já na idade média, a Cidade de Coimbra apresentava traças arquitectónicas Mouriscas, e bem fortificada. As características expostas por ambos os arcos de Almedina, indicam uma preocupação com a defesa da cidade a possíveis invasores.