Castelo de Amieira do Tejo photo gallery

A Aldeia de Amieira do Tejo é outra querida e bem reservada aldeia medieval próxima do rio Tejo. Foi em outros tempos uma aldeia importante e ponto central para os peregrinos viajantes que aqui encontravam guarida, alimentos e orientação e acompanhamento dos cavaleiros Templários Hospitaleiros os quais eram entre todas as ordens militares cristã a mais famosa durante os séculos da idade medieval.

O castelo de Amieira do Tejo foi construido por esta ordem Templária nos finais do século XIV embora a sua conclusão nunca tenha sido completada, foi usado maioritariamente enquanto prisão.
O castelo abre todos os dias exceto Domingos e Segundas feiras, o preço de entrada são 2 euros – crianças ate aos 14 anos a entrada é livre.

“O castelo de Amieira do Tejo é de arquitetura típica Gótica portuguesa.[1][4] Está situado no topo de numa colina relativamente baixa e apresenta uma planta retangular consistindo de uma muralha em torno de praça e 4 torreões localizadas em cada um dos 4 cantos

O bloco da prisão situa-se no maior dos torreões, encontra-se por cima da entrada da fortaleza. Em comparação com os blocos das celas de arquitetura românica, a torre serviu também de defesa do Castelo, numa área que era muito vulnerável.[1][4] O pátio central, o qual tem um espaço amplo, permitia a colocação de tropas e movimentação fácil. O castelo também providenciava 2 níveis de defesa, conforme indicado em documentação do século XVI, um fosso e barbicão também conhecido como ratoeira da morte, na retaguarda do castelo, servia especialmente enquanto defesa exterior em caso de cerco ao castelo.” (wikipedia – leia mais)